ページの先頭です。ページの本文へ

ブラジルポルトガル語学科ブログ RSS


2014/01/29 11:50:00 卒論テーマ 2009~2013年間の軌跡 2013年度卒論の口述試問終了

  • Categoryお知らせ
  • Posted by住田 育法
スポーツで若者が縦と横のつながりを深めている光景にはいつも感動を覚えます。スポーツに限らず、音楽や演劇などの活動でも、仲間と熱く青春の炎を燃やすのはいいですね。

同じように、ゼミという特定の教員の下に集まり、研究を深めるつながりも、学生時代の貴重な生活のあり方だと思います。ちょうどスポーツ選手が、上手な者も下手な者も、それぞれ役割を演じながら試合に臨むように、ゼミの場でも、研究発表のうまい者や、どちらかと言えばコンパなどで活躍するような者が、それぞれ役割を分担して盛り上がっている雰囲気は好きです。卒業した先輩とのつながりも、ふつうの授業では困難ですが、ゼミであれば、よりたやすいはずです。過去5年間のゼミ生の卒論テーマを以下に紹介しましょう。

2013年ゼミ生の卒論口述試問終了。金曜日午後3時から132教室で行いました。

【2013年度ゼミ生の卒論テーマ】
「ブラジル国民性、その歴史的考察」
「在日日系ブラジル人の教育問題」
「アマゾン救済政策―1970年代開始のアグロフォレストリーを中心として」
「ブラジルにおける日系移民のアイデンティティと同化について」
「ブラジルサッカーの発展―<サッカー王国>と呼ばれるまで」
「ブラジルの食文化」
「ガウーショとファロピーリャ革命の考察」
「映画『汚れた心』における表象の考察」
「貧困層の子どもたち―ブラジル大都会リオを中心とする現状と対策」
「コーヒー大国ブラジル―その背景と特色」
「ブラジル社会のラテン的価値」

【2012年度ゼミ生の卒論テーマ】
「おいしいコーヒーができるまで―ブラジルコーヒーと消費国のつながり」
「海を渡った陶磁器―ポルトガルと日本」
「ブラジル料理フェイジョアーダの考察」
「大航海時代におけるポルトガル人とアジア―日本との関係を中心として」
「ブラジルコーヒー―ブラジルにもたらしたパリェッタのえんコーヒー革命」
「在日日系ブラジル人の子どもたちをめぐる教育問題」
「ブラジル政府のファヴェーラ政策について」
「ブラジル経済―マクロな視点で視る発展途上国から新興国への成長過程」
「日本に住む日系ブラジル人の問題と取り組みについて」
「童話から読み取る日本とポルトガルの宗教比較」
「ブラジル女性の美人像」
「インドネシアにおけるポルトガルの影響について」
「サンバがブラジルの国民音楽となった背景の考察」
「現代ブラジルのバイオエタノール政策と未来への課題」
「ブラジルの格差対策」
「異文化間コミュニケーション―ブラジルと日本の場合」

【2011年度ゼミ生の卒論テーマ】
「舞踊格闘技カポエイラの発展に関する考察」
「若い国ブラジルの多様性と統一性―北と南のコントラスト」
「日伯間における経済・外交関係を考える―工業を中心として」
「ブラジル音楽文化研究―サンバとカーニバルについて」
「サッカーの歴史と現代ブラジル大衆社会の考察」
「ポルトガルの犬―ポルトガルの人々と共に生きた軌跡」
「サンバと国民アイデンティティ―国民的文化の秘密」
「ブラジル奥地「セルタン」文化研究」
「国際化する地方自治体の言語サービスについて―在日ブラジル人の視点から」
「ブラジルへのコーヒー導入とコーヒー栽培の歴史―リオに焦点を当てて」
「ブラジル人と日本人の間に見られる行動と心理の違い」
「日伯人的交流の実績と課題の考察ー静岡県浜松市について」
「ブラジルの食文化とアルコール飲料の誕生と発展」
「ブラジル独立にかかわる英雄たちの考察」
「在日日系デカセギブラジル人と子弟をめぐる教育問題」
「ブラジルにおけるバイオエタノールの発展と今後の展望」

【2010年度ゼミ生の卒論テーマ】
「ファッション文化のグローバリゼーションとデザイナーの地域性」
「ブラジル日本移民100年で振り返る日系人の≪汗≫と≪美≫の軌跡―画家・半田知雄に注目して」
「ブラジル南部地方ガウーショの言語と歴史―ブラジル地方文化比較研究」
「人間都市クリチバの都市計画―その成功の軌跡」
「ポルトガル語系クリオール語の実態に関する考察―カボ・ヴェルデにおけるクリオール性の視点から」
「ポルトガルとブラジルの建築の歩み―比較建築史からの一考察」
「ブラジルサッカーの強さの秘密―留学体験に基づく社会学的考察」
「資源エネルギーを活かしたブラジル民主政権の外交政策―カルドーゾからルーラまで」
「ブラジルにおける日本文化の移動と受容―サンパウロ市の食文化を中心として」
「大アマゾンの≪自然と文化、社会≫の過去と今の考察」
「ブラジルにおける社会構造に起因する経済格差―その現状とアファーマティブアクションについて」
「在日日系ブラジル人の労働問題―滋賀県在住の家族の体験を踏まえて」
「在日ブラジル人の教育問題―公立中学校とブラジル人学校の実情」
「大西洋と太平洋の2つの世界遺産―マデイラ島と屋久島」
「19世紀ブラジルのコーヒー経済保護政策について」

【2009年度ゼミ生の卒論テーマ】
「ブラジルにおける開発―農業に特化した資源大国の素顔」
「ウジミナス製鐵51年の歩み―影の功労者能間和美と日伯交流」
「ブラジリアにおける多様な都市問題」
「ブラジルのバイオエタノール政策についての考察」
「在日ブラジル人の抱える社会問題の考察」
「リテラトゥーラ・デ・コルデルの歴史と主題についての考察」
「ブラジルの所得格差とその対策に関する考察」
「ブラジル日本移民100周年―邦字紙からの観察」
「日系ブラジル人児童の教育問題への考察」
「O ensino da língua japonesa para descendentes e não-descendentes no Brasil」
「ブラジル人と日系新宗教の関係についての考察」
「世界遺産マカオの文化価値の諸相―マカオ大学1年留学の研究成果を踏まえて」
「ブラジル映画の中のセルタンとファヴェーラ―シティー・オブ・ゴッドとシティー・オブ・メンに焦点を当てて」
「ボサノヴァ流行の歴史の一考察」
「ブラジル国民音楽サンバの魅力の研究」 
「南米アマゾンの生態と環境問題」
「南米の大国ブラジルの成り立ちについての研究―発見から今日に至る500年の歴史を踏まえて」
「現代ブラジルにおける貧困問題の考察」
「ブラジルと世界におけるコーヒーの歴史について」


来年度の3ゼミのメンバーが決まってきました。何をテーマに、どのような研究発表をしてくれるのか、今から楽しみです。
  • ゼミ生の司会でブラジル人と討論
  • 研究者を招いてのゼミの公開研究会 ゼミ生や卒業生も議論に参加!
  • 3・4年次生合同ゼミコンパ

2014/01/18 17:50:00 A perspectiva do mestrado como formação do pesquisador: quatro aspectos em questão. 3

  • Category授業紹介
  • Posted byFelisberto Sabino da Costa フェリズベルト・コスタ
Ciência e arte, não necessariamente são domínios antagônicos, o diálogo por elas estabelecido pode gerar avanços significativos não apenas em relação à pesquisa, mas ao repertório crítico do pesquisador em formação. É nessa confluência, por exemplo, que Gilberto Freyre elabora “Casa Grande e Senzala”, uma “autobiografia coletiva”, considerada cientifica e literária. Sociólogo, antropólogo e escritor, o seu método de análise mescla poesia e ciência, associa a vivência pessoal à memória coletiva. Freyre recorre à experiência vivida pelo corpo, à memória do vivido na consecução do seu trabalho, (DINIZ, Clarissa & HEITOR, Gleyce, 2010), a partir de um processo investigativo que denominou “método da saudade”.

O discurso do outro: a citação


Grosso modo, podemos dizer que citação é o ato de apresentar a obra (ou a fala) de outro autor na sua obra, um diálogo que se estabelece entre ambos. Conforme nos diz Bakhtin:

Por mais monológico que seja um enunciado (uma obra científica ou filosófica, por exemplo), por mais que se concentre no seu objeto, ele não pode deixar de ser também, em certo grau, uma resposta ao que foi dito sobre o mesmo objeto, >sobre o mesmo problema, ainda que esse caráter de resposta não receba uma expressão externa bem perceptivel. (BAKHIN 1997, p. 317).

Ao articular novas reflexões aos ditos anteriores, pode-se afirmar que a pesquisa avança o conhecimento por meio do diálogo. Contribuição que se dá na aceitação ou recusa das ideias do outro. A essa coisa adicionada, mesmo que seja “pouca”, podemos chamar “originalidade”. Assim, originalidade tem como esteio a resposta ao outro, tal como diz Bakhtin. Referir-se ao outro é fator que enriquece o trabalho de um pesquisador em formação, dado que é um exercício de autoconhecimento e descentração.

Geralmente, nos livros normativos, a citação possui regras que buscam precisá-la quanto à formatação e inserção num trabalho. Porém, não estamos nos referindo a essa camada superficial, mas a processos, como, por exemplo, o “apagamento da autoria” que é definida como “meio plagio” pela pesquisadora Eni Orlandi. Conforme observa “sejam alunos em relação aos mestres, sejam colegas a respeito de colegas, as pessoas se autorizam a não referir suas ideias a ideias já ditas (2007, p.135), e, sob esse aspecto, jogam “com o principio de autoria trazendo-a indevidamente para si (2007, p. 138).

Por fim, é oportuno observar que a bibliografia se constitui como citação. Elaborar o referencial bibliográfico é citar a origem, é revelar o marco a partir do qual o pesquisador em formação construiu a sua jornada. Afirmar sua originalidade é revelar o embasamento. A citação é um exercício ético, principalmente, no nosso tempo, em que a ideia de autoria vem sendo repensada.

Os quatro tópicos acima discutidos apenas tocam na pele de questões que acreditamos ser fundamentais e precisam ser aprofundadas sob a perspectiva do mestrado como momento de formação do pesquisador. Um momento de crise, no sentido positivo do termo, mesmo que gerando angústia, dado que ela é que move as ações. O mestrado é o momento de descobertas, de escolhas, de aceitações e recusas. Mais do que traçar um caminho, é necessário saber, como se locomover. È necessário ousar, viabilizar caminhos para as ideias novas.

Referências Bibliográficas


BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.
DESCARTES, R. Discurso do Método. Porto Alegre; L&PM, 2009.
DINIZ, Clarissa & HEITOR, Gleyce (ORG.) Gilberto Freyre. Coleção Pensamento Crítico. Rio de Janeiro: FUNARTE, 2010.
HOMERO. Ilíada e Odisseia. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.
ORLANDI, Eni P. As formas do silêncio. Campinas; Editora da Unicamp, 2007.
SCHLEGEL, F. Dialeto dos fragmentos. S. Paulo: Iluminuras, 1997. [Fragmentos críticos,
Liceum [78]
VELOSO, C. Os Argonautas. In: www.letras.mus.br/Caetano Veloso/44761. Acesso 28 ago 2013.

2014/01/18 17:10:00 A perspectiva do mestrado como formação do pesquisador: quatro aspectos em questão. 2

  • Category授業紹介
  • Posted byFelisberto Sabino da Costa フェリズベルト・コスタ
Mesmo que não tenha sido o seu intento, Descartes acaba por se tornar um “orientador”de trabalhos científicos. Ao sair para estudar no grande livro do mundo e de também estudar em si mesmo (2009, p.46) acaba por empreender um método fundamental para o pensamento da ciência moderna, que se tornou uma espécie de “Mentor” para pesquisadores.

Mais do que aquele que detém maior conhecimento ou experiência, o professororientador (shidokioju/shidokiokan), é aquele que percebe no outro a possibilidade, pois é consoante os possíveis que podemos encetar uma orientação (shidou). Nesse diálogo, interagem a sabedoria, o conhecimento e a imaginação. Embora na língua portuguesa, o termo orientador, pareça mais determinado, mais estabilizado do que orientando (daigaku insei), cabe aos dois parceiros habitar o “estando” característico de uma pesquisa, ou seja, construir algo que se move e tem como destino a superação.

O pesquisador iniciante


Um pesquisador em processo de formação se defrontará com questões complexas de caráter prático e conceitual, que devem ser encaradas como etapas de uma jornada. Fatores de toda ordem que se apresentam a esse Telêmaco-moderno, que não conta com o suporte de uma divindade, mas do orientador, humano tal como ele. Assim, supondo que um aluno-pesquisador japonês deseja realizar uma investigação sobre turismo sustentável em Portugal, terá uma série de desafios a ser equacionados. A escolha de uma área de estudos implica variáveis que devem ser cuidadosamente pensadas. Às vezes, há carência material sobre um determinado tema, e o aluno terá que lançar mão de outras estratégias. Se houver pouca referência bibliográfica sobre o turismo em Portugal no seu país, isso deve ser levado em conta quanto à delimitação do seu objeto. Se essa pesquisa demandar um trabalho de campo, haverá que buscar recursos para tal, o que não significa que todo mundo consiga fazê-lo. É fundamental o lastro financeiro, seja pleitear uma bolsa de estudos seja obter por outras formas. Daí, a necessidade de administrar com sabedoria o suporte econômico. De preferência, há que dominar a língua do país objeto de investigação. Outra dificuldade que se apresenta, diz respeito a encontrar pares com quem trocar, em seu país de origem, processos de pesquisa envolvendo o campo escolhido, caso não haja pesquisadores dedicando a temas similares. Pode acontecer de não se disponibilizar tempo para encontrar o professor orientador, bem como a ocorrência de atritos entre ambos, o que às vezes, emperra o processo. Para o alnno-pesquisador, questões dessa monta, e muitas outras mais que possam advir, devem ser consideradas com respeito à facção da pesquisa. Nesse sentido, o mestrado é um campo fértil para a experimentação, dado que é uma jornada pedagógica: aprende-se a ser pesquisador ao lidar com toda sorte de problemas.

A contribuição das disciplinas cursadas


Fundada numa perspectiva verticalizada, a disciplina pode contribuir significativamente para o processo de formação do pesquisador. Embora reconheçamos sua relevância, é saudável vislumbrar alternativas que superem essa organização, ou seja, experiências que vão além da transmissão de conhecimento, da relação professor-aluno convencional, e conceber disposições outras concernentes a esse momento de formação. A possibilidade de escolha das disciplinas é salutar e faz parte do processo, em que a diversidade dos conteúdos ofertados amplia os horizontes. Dessa forma, para quem tem como objetivo pesquisar a atuação da indústria automobilística japonesa em território brasileiro ou a transição do indianismo ao indigenismo experimentado pelas populações indígenas nesse mesmo país, ter cursado disciplinas que contemplam o discurso científico, o discurso poético e a cultura brasileira, podem criar fendas no caminho traçado, abrir espaços de reflexão que acuram o olhar do pesquisador. Se, com a metodologia científica, podemos pensar o caminho para alcançarmos o porto almejado, com a reflexão poética aporta-se outra perspectiva para pensar o mundo. Tal como a ciência, o discurso poético adentra a realidade de forma intensa e profunda. Por fim, a perspectiva histórica e cultural atua como ponte para se pensar a realidade sócio-histórica de um país, considerando se as duas escolhas acima referidas.

2014/01/18 17:00:00 A perspectiva do mestrado como formação do pesquisador: quatro aspectos em questão. 1

  • Category授業紹介
  • Posted byFelisberto Sabino da Costa フェリズベルト・コスタ
Coautores: Kazuki Ueda, Takeshi Fujishiro e Tsubasa Ando.

Resumo:
O texto aborda, de forma sucinta, quatro aspectos do mestrado, pensado como processo de formação de um pesquisador. São eles: orientador e orientando, o pesquisador iniciante, contribuição das disciplinas cursadas e as implicações da citação.

Abstract:
The text discusses, briefly, four aspects of a master course, thought of as forming a researcher. They are: advisor and mentee, the novice researcher, contribution ot he courses taken and the implications of the quote.

要約:
本論は、研究者を育成する課程で考えられる大学院博士前期課程の4つの側面を簡潔に扱う。それらは「指導者と指導」、「研究者入門」、「講義を受ける有効性」そして、「引用の意義」である。


Essa breve reflexão é resultado de discussões realizadas durante a disciplina A Study of Portuguese Communication (Graduate School), transcorrida na Gaidai. O programa tinha como objetivo o estudo da metodologia cientifica, mediante análises de processos que visam à elaboração de uma investigação em nível de mestrado. Buscou-se colocar em discussão temas de interesse do aluno-pesquisador e sua relação com a pesquisa em geral. Foram tratadas questões referentes à definição de objeto, metodologia, análise de resultados e possibilidades de escritura. Foi nesse âmbito que emergiram os quatro aspectos aqui tratados. Mais do que a tentativa de apontar soluções, tem-se como horizonte apresentar questões, problemas suscitados no decorrer da disciplina e como eles foram abordados.

O orientador e o orienta
ndo

O mestrado (hakase zenki katei), pensado como processo formativo de um pesquisador, traz diversas questões, quanto à relação orientador e orientando, relação essa que constitui um ato implicado, pois aquilo que se faz repercute um no outro. É algo exercido na confiança mútua, que se constrói a cada encontro, no transcorrer do percurso acordado. Nesse sentido, poder-se-ia pensar numa viagem, como metáfora desse transcurso. A ideia de viagem sugere outros sentidos para o termo orientador, na medida em que ele se aplica a diferentes instâncias quanto ao caminho perfilado. Há um aparente paradoxo quando se diz buscar a retidão do caminho, pois se procura fixar uma trilha para um “automóvel brilhante que navega em trilho solto”, conforme nos diz Caetano Veloso (2013), na música Os Argonautas, concernente à trajetória de um barco.

O mestrado pode configurar-se, nessa perspectiva, como uma espécie de bildung, uma viagem formativa, em que o sujeito vislumbra o porto que se quer alcançar. Um processo dinâmico que coloca em moção todo o ser. Compartilhar que se estabelece consigo próprio e com o orientador, no formar-se mediante a prática da investigação. Em A Odisseia (2008), Homero narra as experiências de Odisseu (Ulisses) durante a guerra de Tróia. Ao partir, Odisseu deixou seu filho Telêmaco sob a tutela de Mentor, seu amigo mais próximo. Decorrido um tempo após findar a guerra, Odisseu ainda não havia regressado para casa. Assim, Telêmaco sai em busca do pai. Durante a viagem, a deusa Atena assumia a forma (a máscara) de Mentor, para encorajar e aconselhar o destemido Telêmaco, perante as situações enfrentadas. Essa viagem não ocorre para um lugar qualquer, ela possui um destino determinado. Mentor/Minerva, que no idioma inglês, é um termo que designa orientador, aconselha, encoraja, nutre Telêmaco/Mentee/orientando na conquista do seu desiderato. Há um traço de alteridade nesse ato, dado que atingir o lugar desejado invoca o autoconhecimento e a descoberta.

Como observa Descartes, “quando se emprega tempo demais em viajar, acaba-se por virar estrangeiro no próprio país, e quando se é muito curioso por coisas que se praticavam nos séculos passados, fica-se muito ignorante das que se praticam neste” (2009, p. 42). Transpondo essa ideia para a fatura de uma investigação, é necessário engendrar o presente e a presença, pois uma pesquisa evidencia sua potência quando dialoga com as demandas do seu (nosso) tempo.

A relação orientador e orientando é um acordo sempre afinado, acontece, porém, que uma das partes envolvidas pode não encontrar consonância com o par, por diversas razões. Foi, por exemplo, o que ocorreu com Descartes, no seu tempo. Ele abandona a “academia” e segue a sua própria orientação. Isso é possível, quando não se encontra o par que se lhe corresponda. Assim, apartado de um Mentor, Descartes empreendeu uma viagem para cultivar o espírito científico. Schlegel nos diz que. “todo homem que é culto e se cultiva também contém um romance em seu interior” (SCHLEGEL, 1997, p. 32). Se tomarmos a palavra culto, na acepção de buscar (avançar) o conhecimento, verificamos que esse romance interior, configura-se como pesquisa, e é necessário que se exteriorize, que ganhe corpo mediante a escritura, após deixar-se atravessar pela matéria que busca. Dessa forma, poderíamos dizer que há um método (um romance) peculiar quando se trata da escritura da investigação. Experiência e conhecimento que põe em evidência a relação orientador e orientando, parceiros na constituição do itinerário da viagem.

2014/01/18 11:10:00 交流19年のサンパウロ大学学長一行 本学訪問

  • Categoryお知らせ
  • Posted by住田 育法
日本ブラジル修好100周年記念の1995年に本学理事長・総長森田嘉一先生がサンパウロ大学フラーヴィイオ・ファーヴァ・デ・モラエス学長を訪問してサンパウロ大学との公式の交流が始まりました。翌1996年5月モラエス学長が本学を訪問、交流協定に署名が為されました。2008年の日本人ブラジル移住100周年のとき、森田理事長はサンパウロを訪問、モラエス学長と再会を果たしています。今回、そのとき、理事長一行を迎えてくださったサンパウロ大学法学部ニノミヤ教授が今のロダス学長と本学を1月17日(金)に訪問しました。

8年前の2006年より毎年1年間サンパウロ大学からの招聘教員を京都に受入れています。2006年度はアティリオ・アヴァンシニ先生、2007年度はガブリエル・アラウジョ先生、2008年度はディルマ・デ・メロ・シルヴァ先生、2009年度はジョエル・セネ先生、2010年度はセリア・ディアス先生、2011年度はマルコ・ジアノッティ先生、2012年度はジョゼー・ルイス・プロエンサ先生、そして現在、8人目のフェリズベルト・コスタ先生が本学で教えています。4月からは新しく イヴァン・シケイラ先生が教える予定です。

QS(Quacquarelli Symonds)世界大学ランキングでサンパウロ大学が2013年もラテンアメリカの大学で最高位をマークしました。全世界における順位は139位ですので「ブラジルの諸大学はラテンアメリカ地域では上位にあるが世界との距離は大きい」と、ブラジルのサンパウロ州新聞(O Estado de S. Paulo)はグローバルな競争力の向上を期待しています。ともあれ、ブラジルポルトガル語学科創設46年を迎える本学にとって、交流協定校がラテンアメリカの大学ランキング1位であることは嬉しいことですし、その学長の訪問は光栄なことです。

学長は理事長・総長森田先生や本学教員、サンパウロ大学からの留学生らとの交流を楽しまれました。附属図書館の訪問と私のゼミの口述試問に参加された後、「もし求められれば、次は1年間、京都外大でポルトガル語を教えたい」と述べられました。日本訪問の後、中国の上海や北京の諸大学、さらにスペインのサラマンカ大学などを訪問する予定だそうです。Boa viagem!
  • 本学理事長森田先生と歓談されるサンパウロ大学学長とニノミヤ教授
  • サンパウロ大学からの留学生レナタさん(後列左から2人目)を加えて理事長森田先生たちと
  • サンパウロ大学学長とニノミヤ教授がポルトガル語圏の歴史と文化ゼミの口述試問に参加

Page top