HOME
GENERALIDADES
PESQUISA
EDUCACAO
DOCENTES
ESTUDANTES
EVENTOS
NOVIDADE
FORUM

Imagem e Cultura '96


Os docentes do Departamento têm vindo a tomar iniciativas não só para valorizar os materiais audiovisuais relativos aos Estudos Luso-Brasileiros, arquivados no nosso Centro da Educação Áudiovisual, mas também para divulgar os filmes dos países de expressão portuguesa aos universitários e aos cidadãos nipónicos. Na sequência do certame realizado no ano anterior sobre o Cinema Brasileiro, foi realizada em 1996 uma iniciativa intitulada Imagem e Cultura '96, que abrangia os seguintes acontecimentos:

Conferência

Cem anos do cinema português - à procura da sua identidade.

O Conferencista, o Professor Doutor Abílio Hernandez Cardoso, a convite da nossa Universidade, proferiu uma conferência com o título acima referido. Uma palestra constituída pela exibição de várias sequências das principais obras que marcaram a história da cinematografia portuguesa bem como por uma apresentação sistemática e muito elucidativa, proferida em inglês, atraiu a atenção do público japonês, tanto acadêmico como geral. O impacte foi particularmente sentido, dado que a cinematografia portuguesa é praticamente desconhecida aqui no Japão com algumas excepções tais como os filmes de Manoel de Oliveira e de Paulo Rocha, entre outros.

Video Theatre

Um homem do Norte

Num anfiteatro do nosso estabelecimento equipado com um écran de cem polegadas - o máximo tamanho tecnicamente possível para projectar o vídeo - foi exibido um episódio Um homem do Norte realizado por Jaime Silva e que integra uma série televisiva de Retalhos da Vida de um Médico, 1979/80. A colecção completa dos doze episódios foi nos oferecida pela Embaixada de Portugal em Tóquio, por ocasião do Semana do Cinema Português em 1993, sem ter havido, porém, a oportunidade de o apresentar anteriormente. Tendo ultimado a elaboração das legendas do 6º episódio da série, que se iniciara havia um ano para se examinar um aparelho de pôr legendas a vídeo, decidimos exibir a película em questão. Embora as imagens baseadas na conhecida obra neo-realista de Fernando Namora, fossem um tanto pesadas para o público japonês, dado que se trata de um problema do norte e sul dentro de Portugal, a obra foi bem acolhida pelo público graças à apostila elaborada em japonês e às legendas as quais, conforme a opinião de assistência, auxiliaram muito a compreensão da obra. (s.i.)